sexta-feira, 21 de setembro de 2012

APRENDIZAGEM FORMA & INFORNAL



Ao longo da vida aprendemos tanto por meio da abordagem formal quanto a informal.

O Social Learning, que coloca em foco a aprendizagem que acontece entre as pessoas e suas redes de relacionamento, combina práticas formais e informais.

Hoje em dia é mais efetivo oferecer metodologias complementares que cultivem a aprendizagem contínua para aperfeiçoar o desempenho e desenovler novas habilidades.

E aí está o questionamento. Quando falamos de redes colaborativas o que prevalece, o ambiente formal ou o informal?

Quando construimos um novo conhecimento baseado no coletivo dá pra dizer que trata-se de um conhecimento informal?

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

OS 7 PRINCíPIOS DA APRENDIZAGEM



1 - Aprender é um ato fundamentalmente social.
Ainda que aprender se refira ao processo de adquirir conhecimento, na verdade abrange muito mais. O aprendizado efetivo gerlamente é construído socialmente e requer sutis adaptações de identidade, o que torna o processo desafiante e poderoso.

2- O conbecimento é integrado à vida da comunidade.
Quando desenvolvemos e compartilhamos valores, perspectivas e maneiras de fazer as coisas, criamos uma comunidade da prática.

3- Aprender é um ato da participação.
A motivação pra aprender é o desejo de participar de uma comunidade, se tornar e permanecer como membro. Esta é uma dinâmica-chave que ajuda a explicar o poder da aprendizagem, e também das ferramentas de mentoring e coaching entre pares.

4- Saber depende do engajamento na prática.
Em geral, reunimos o conhecimento pela observação e participação em diferentes situações e atividades. Portanto, a profundidade do nosso saber depende da profundidade do nosso engajamento.

5- O engajamento é inseparável do poder de decidir ou agir.
Temos a percepção de quem somos conforme nossa habilidade de contribuir e afetar a vida no meio em que estamos ou ao qual queremos pertencer.

6- A falha em aprender geralmente é resultado da exclusão em participar.
Aprender exige o acesso e a oportunidade de contribuir.

7- Todos nós somos naturalmente aprendizes constantes.
Todos nós, sem exceções. Aprender faz parte da natureza humana. Nós todos aprendermos o que nos permite participar das comunidades às quas queremos fazer parte.


Fone: Institute for Research on Learning

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

SOCIAL LEARNING É REALIDADE


É junto com os outros que somos capazes de fazer sentido, e isso é social.

O Social Learning permite uma reação melhor da organização frente às mudanças do contexto atual, pois a experiência social é adaptável por natureza.

Ontem                                                               Hoje

Conhecimento Especialista                 Conhecimento das redes
Necessidade de saber                         Necessidade de compartilhar
Curriculo                                                 Competência
Regularidade; Previsibilidade             Complexibilidade, Ssurpresa
Estoques                                                Fluxos
Relógio de Ponto                                  Gestão por Rresultados
Foco no colaborador                            Foco na equipe

Autor: Jay Cross, 2009

Segundo Charles Darwin, sobreviveram aqueles que aprenderam a colaborar e se adaptar melhor, nesse sentido, o processo de transmissão de conhecimento se baseou em trocas sociais.


Pessoas aprendendo de outras pessoas e de suas experiências, essa interação entre aprendizes ainda é a base da aprendizagem efetiva.

Segundo Peter Henschel, do Institute for Research on Learning, a aprendizagem é social, sendo que mais de 80% da educação corporativa é informal, acontece de improviso entre as pessoas  dependendo da necessidade.